Empresas do grupo VINCI no Brasil realizam a 1ª Semana de Diversidade e Inclusão

Empresas do grupo VINCI no Brasil realizam a 1ª Semana de Diversidade e Inclusão

Companhias do grupo sediadas no Brasil são classificadas como a terceira melhor em população gerencial com equilíbrio de gênero entre os 120 países com operações VINCI


De 30 de agosto a 03 de setembro, empresas do grupo VINCI no Brasil realizaram a 1ª Semana da Diversidade e Inclusão, com o objetivo de formar colaboradores, fomentar o debate, compartilhar boas práticas e fortalecer o compromisso com a inclusão e a diversidade na organização. É a primeira vez que todas as empresas do grupo no país realizam um evento conjunto para promover a diversidade, um dos valores centrais de seu Manifesto.


Resultado de uma parceria entre VINCI Concessions, VINCI Airports, VINCI Energies e INTECH, a Diversity & Inclusion Week conectou mais de 400 pessoas diariamente via streaming. O treinamento foi conduzido por Simone Soares Bianche, fundadora da SSB Consultoria, consultora da ONU Mulheres, conselheira e parceira estratégica da Iniciativa Empresarial para a igualdade racial. Os preconceitos, a empatia e um ambiente de trabalho inclusivo foram os principais temas, além de discutir a diversidade e a inclusão no cotidiano das pessoas.


O diretor de Inclusão e Diversidade do Grupo VINCI, Tanguy de Belair, foi o anfitrião da abertura do evento, ao lado de Jean-Michel Lang, CEO da VINCI Energies no Brasil; Julio Ribas, CEO do Salvador Bahia Airport; Jonathan Royer-Adnot, CEO da Spiecabag Intech, e a convidada de honra Jaqueline Saad, diretora executiva da Câmara de Comércio Brasil-França do Rio de Janeiro.


Tanguy de Belair lembrou que o Brasil – onde operam as quatro principais linhas de negócios da VINCI (concessões, energia, construção e aeroportos) – é o terceiro país com melhor classificação em termos de população gerencial com equilíbrio de gênero da VINCI, conquista que ele considera "inspiradora".


"Vocês têm sido abertos, transparentes e humildes ao embarcar e sustentar a inclusão de equipes diversas. Agradeço esse marco significativo", comentou Tanguy sobre o Brasil, o 13º país em número de funcionários - 3.246 no total - entre os 120 países onde a VINCI atua.


A iniciativa está alinhada ao compromisso do grupo VINCI com a diversidade e a inclusão, buscando promover uma cultura de paz, respeito ao plural e convivência com as diferenças. Além disso, dialoga com as empresas do próprio grupo, que empregam uma força de trabalho diversificada, reunindo mais de 220 mil pessoas.


VINCI e diversidade


Além do compromisso com a diversidade, o grupo mantém um plano de ação permanente para promover o respeito e a valorização da equidade. Desde o início da concessão em 2018, o Aeroporto de Salvador Bahia conta com um Comitê de Diversidade, composto por colaboradores que propõem projetos para tornar o aeroporto um local cada vez mais inclusivo para sua força de trabalho e para os passageiros, trabalhando em temas como gênero, questões raciais, migrações, população LGBTQIA +, entre outros.


Sobre o Salvador Bahia Airport


Localizado na primeira capital brasileira, o Salvador Bahia?Airport?faz parte da rede VINCI?Airports?desde 2 de janeiro de 2018 através de um Contrato de Concessão com duração de 30 anos.?Desde então, o aeroporto tem incorporado padrões globais de operação, buscando entregar mais eficiência, segurança e uma melhor experiência de viagem para os seus passageiros. Com este objetivo, foram realizadas obras de modernização e ampliação do terminal de passageiros, um investimento de R$ 700 milhões que ampliou sua capacidade em 50%, de 10 milhões para 15 milhões de passageiros ao ano. Apontado por dois anos seguidos como o "Aeroporto Mais Sustentável do Brasil", o Salvador Bahia?Airport?se destaca pelo seu espírito pioneiro em suas ações de preservação ambiental. Mais informações podem ser encontradas no site ou nas redes sociais @salvadorbahiaairport.


Sobre a VINCI Airports


A VINCI Airports, maior operador privado de aeroportos do mundo, administra 45 aeroportos em 12 países na Europa, Ásia e nas Américas. Com sua expertise agregadora, desenvolve, financia, constrói e opera aeroportos. Também aplica sua capacidade de investimento e conhecimento em otimizar o desempenho operacional, modernizando infraestruturas e conduzindo-as rumo à sustentabilidade ambiental. A VINCI Airports se tornou o primeiro operador aeroportuário a desenvolver uma estratégia ambiental internacional, em 2016, com o objetivo de atingir a neutralidade de carbono na sua rede em 2050.


Mais informações estão disponíveis em: site da Vinci, no Twitter ou no perfil Oficial do Linkedin.