Secretário Executivo do Ministério da Infraestrutura diz que Aeroporto de Salvador é exemplo em sustentabilidade

Secretário Executivo do Ministério da Infraestrutura diz que Aeroporto de Salvador é exemplo em sustentabilidade

Marcelo Sampaio visitou o aeródromo na tarde desta sexta-feira (9), que foi eleito pela ANAC como o mais sustentável do Brasil


O secretário executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, apontou o Salvador Bahia Airport como um exemplo na proteção ao meio ambiente durante sua visita à essa estrutura na tarde desta sexta (9). "O Aeroporto de Salvador vem dando exemplo de sustentabilidade para o país", disse, após conhecer de perto da Usina Solar. O Aeroporto foi apontado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) como o mais sustentável do Brasil.


"É muito importante para o Ministério da Infraestrutura ver de perto o funcionamento dos nossos ativos, e a realização de investimentos não obrigatórios é uma sinalização muito positiva do compromisso da concessionária em oferecer um equipamento seguro e eficiente, além de um serviço de qualidade para o usuário", destacou Marcelo Sampaio. O aeroporto da capital foi concedido na quarta rodada de leilões para a VINCI Airports, maior operadora privada de aeroportos do mundo.


O representante do Ministério da Infraestrutura foi recebido por executivos do Salvador Bahia Airport. Durante a visita, Sampaio conheceu algumas das melhorias realizadas durante as obras de renovação e ampliação, um investimento de R$ 700 milhões de reais. "Agradecemos ao secretário pela visita e pela boa relação construída ao longo da sua gestão, baseada em critérios técnicos e em alto nível de profissionalismo", falou Julio Ribas, diretor-presidente do Salvador Bahia Airport.


Marcelo Sampaio viu de perto o resultado das intervenções na pista principal (10/28), que passou por requalificação do sistema de drenagem, recapeamento, ajustes na faixa de pista e implantação da área de segurança de fim de pista (RESA) nas duas extremidades.


O Secretário Executivo também visitou a Usina Solar, primeira a ser construída em um Aeroporto. Com investimento de cerca de R$ 16 milhões, o equipamento foi instalado na cabeceira de uma das pistas de pouso e decolagem e tem 11.000 painéis solares em uma área de 30 mil m². A potência instalada é de 4.215 KWp. A usina solar tem capacidade de suprir mais de 30% do consumo atual do terminal de passageiros – isso equivale ao necessário para abastecer 3.800 casas populares.


Sobre o Salvador Bahia Airport


Localizado em Salvador, capital baiana e primeira capital brasileira, o Salvador Bahia Airport faz parte da rede VINCI Airports desde 2 de janeiro de 2018 através de um Contrato de Concessão com duração de 30 anos. Desde então, o aeroporto tem incorporado padrões globais de operação, buscando entregar mais eficiência, segurança e uma melhor experiência de viagem para os seus passageiros. Com este objetivo, foram realizadas obras de modernização e ampliação do terminal de passageiros, um investimento de R$ 700 milhões que ampliou sua capacidade em 50%, de 10 milhões para 15 milhões de passageiros ao ano.


Apontado como o "Aeródromo Mais Sustentável do Brasil", o Salvador Bahia Airport se destaca pelo seu pioneirismo em ações de preservação ambiental.  Norteado pela Air Pact, estratégia global da VINCI Airports, o aeroporto foi o primeiro do Brasil a reutilizar 100% da água consumida, a não dispensar resíduos sólidos para aterros sanitários e a ter uma usina solar – com 4,2 MW de potência. As ações do aeroporto para redução de emissão de carbono o levaram ainda a receber a Certificação de Acreditação em Carbono (ACA Certification)  pelo Conselho Internacional de Aeroporto (ACI). Mais informações podem ser encontradas no site www.salvador-airport.com.br ou nas redes sociais @Salvador Bahia Airport.


Sobre a VINCI Airports


A VINCI Airports, como a maior operadora privada de aeroportos no mundo, administra o desenvolvimento e operação de 45 aeroportos localizados no Brasil, Camboja, Chile, Costa Rica, República Dominicana, França, Japão, Portugal, Sérvia Suécia, Reino Unido e Estados Unidos. Atendida por mais de 250 linhas aéreas, a rede VINCI Airports transportou mais de 255 milhões de passageiros em 2019.


Por meio de sua expertise como um integrador abrangente, a VINCI Airports desenvolve, financia, constrói e opera aeroportos, aproveitando sua capacidade de investimento e know-how para otimizar a gestão e o desempenho dos aeroportos e fazer ampliações e outras melhorias. Em 2019, sua receita anual para atividades geridas foi de 4,9 bilhões de euros e de 2,6 bilhões de euros para receita consolidada. Mais informações estão disponíveis em www.vinci-airports.com ou www.salvador-airport.com.br.