Volotea é a primeira companhia aérea a integrar o programa da VINCI Airports de sumidouros de carbono

Volotea é a primeira companhia aérea a integrar o programa da VINCI Airports de sumidouros de carbono

•    Um acordo de parceria foi assinado pela Volotea, a companhia aérea das capitais regionais, e a VINCI Airports, a maior operadora privada de aeroportos, com o objetivo de acelerar o sequestro de carbono florestal;
•    Um compromisso centrado em projetos florestais de alta qualidade, localizados em áreas diretamente impactadas por aeroportos;
•    A VINCI Airports continua a apoiar a descarbonização do setor aéreo.


A Volotea e a VINCI Airports assinaram um acordo de parceria que habilita a Volotea a integrar o programa de sumidouros de carbono florestal da VINCI Airports, com o objetivo de compensar suas emissões residuais de carbono e aquelas de seus clientes e parceiros.


Esse acordo estabelece diretrizes para implementar projetos de sumidouros de carbono florestal certificados e de alta qualidade, que serão baseados nas operações locais da Volotea e da VINCI Airports e desenvolvidos em parceria com stakeholders regionais, de forma a promover o desenvolvimento local.  Iniciados recentemente no Aeroporto de Lyon Saint-Exupéry, onde a Volotea abriu uma nova base em junho de 2021, esses projetos serão beneficiados pela rede internacional da VINCI Airports, que consiste em 45 aeroportos em 12 países, permitindo uma variedade mais ampla de iniciativas.


Essa parceria reflete o compromisso da VINCI Airports em apoiar as companhias aéreas em seus esforços para descarbonizar a aviação. Ao se juntar ao programa da VINCI Airports, a Volotea está investindo em projetos que lhe permitirão compensar suas emissões de carbono. A Volotea tem trabalhando na transição para uma indústria de aviação menos poluente desde a sua origem. Seus esforços têm se concentrado no valor da rede e ecoeficiência, no desenvolvimento e implementação de iniciativas para reduzir as emissões das suas operações e no apoio a novas tecnologias e estratégias para acelerar o progresso em direção a um setor de aviação mais sustentável (a companhia aérea está trabalhando no desenvolvimento de uma aeronave 100% elétrica).


A VINCI Airports continua a focar na redução de emissões indiretas de escopo 3 através de iniciativas decisivas, como a implantação de combustíveis sustentáveis nos aeroportos de Clermont-Ferrand e Londres Gatwick, a introdução de um esquema de modulação de carbono para tarifas aeroportuárias de pouso e o desenvolvimento de hidrogênio para aviação.


O sequestro de carbono de emissões residuais é um elemento chave da estratégia ambiental da VINCI Airports, como evidenciado pelo lançamento do primeiro sumidouro de carbono florestal pelos Aeroportos de Lyon, em parceria com o Departamento do Rhône e a ONF (Agência Florestal Francesa), em junho de 2021.


Nicolas Notebaert, CEO da VINCI Concessions e Presidente da VINCI Airports, declarou: "Junto com biocombustíveis sustentáveis e hidrogênio, o sequestro de carbono florestal é uma parte da nossa estratégia abrangente para descarbonizar as viagens aéreas. Essa parceria demonstra nossa habilidade de oferecer soluções relevantes para os nossos clientes, parceiros e todos os usuários da nossa rede de transporte".


Carlos Muñoz, Fundador e CEO da Volotea, comentou: "Nós estamos extremamente entusiasmados com a parceria que assinamos com a VINCI Airports. Nossas duas empresas compartilharam a mesma visão para o setor aéreo e nós estamos convencidos de que o futuro será sustentável. Esse projeto reflete o desejo da Volotea de compensar suas emissões de carbono e desenvolver um setor de aviação mais limpo e ambientalmente amigável".


Sobre a VINCI Airports


A VINCI Airports, a maior operadora privada de aeroportos do mundo, administra 45 aeroportos em 12 países na Europa, Ásia e nas Américas. Nós aproveitamos nossa expertise como um integrador abrangente para desenvolver, financiar, construir e operar aeroportos enquanto aproveitamos nossa capacidade de investimento e conhecimento em otimizar o desempenho operacional, modernizando infraestruturas e conduzindo a transição ambiental.  A VINCI Airports se tornou o primeiro operador aeroportuário a desenvolver uma estratégia ambiental internacional, em 2016, tendo em vista atingir a neutralidade de carbono na sua rede em 2050.

Mais informações estão disponíveis em: site da Vinci, no Twitter ou no perfil Oficial do Linkedin.


Sobre a Volotea


A Volotea foi fundada em 2011 por Carlos Munoz e Lázaro Ros, anteriormente fundadores da Vueling, e é uma das companhias aéreas independentes de crescimento mais rápido na Europa, aumentando ano a ano sua frota, rotas servidas e assentos ofertados. Desde o seu início, Volotea transportou mais de 35 milhões de passageiros em toda a Europa.


A Volotea está sediada em 18 pequenas e médias capitais europeias: Alghero, Astúrias, Atenas, Bilbao, Bordéus, Cagliari, Gênova, Hamburgo, Lyon, Marselha, Nantes, Nápoles, Olbia, Palermo, Estrasburgo, Toulouse, Veneza e Verona.A Volotea atende mais de 100 cidades em 15 países, incluindo a Argélia, que será lançado em dezembro, da França.


A Volotea está se tornando uma transportadora Airbus completa em 2021, renovando parte de sua frota com aeronaves de fabricantes eurpeus. A companhia aérea, que planejava realizar essa unificação da frota em 2023, avançou seus planos a fim de melhorar sua base de custos nos próximos 2-3 anos e aumentar sua oferta de rede, com aeronaves que tenham maior capacidade e um maior alcance de vôo.


A companhia aérea operou uma frota de 40 aeronaves no verão de 2021 contra 36 em 2019. Em termos de volume, a Volotea aumentou sua capacidade de assentos em até 111% em comparação com o verão de 2019. 


A Volotea emprega mais de 1.350 funcionários em toda a Europa e foi a companhia aérea mais ativa no verão de 2020 entre seus principais concorrentes em atividade, fator de ocupação do assento, níveis operacionais e satisfação do cliente.